EMPREENDEDORISMO

Comemoração de 01 ano na Gestão Get it Academy (agora Hugle Education) – Uma breve história. (Parte 01)

Escrevi esse post em 03 de Maio de 2020, quando completamos 01 ano na Gestão da Get it Academy (agora Hugle Education), unidade do bairro Vista Verde, na cidade de São José dos Campos/SP.

Muitas horas de trabalho para fazer com que a empresa tivesse um crescimento de 30% em 9 meses, atingindo uma marca histórica de alunos. Essa é a nossa história.

A Hugle Education é uma franquia de escolas de Inglês e Espanhol que aplica o Método Callan para crianças, adolescentes e adultos, há mais de uma década.

Meu marido, Ernesto, e eu iniciamos nossa jornada com o Método Callan como alunos há alguns anos atrás e a partir daí nos apaixonamos pelo método de ensino. Assim como todas as pessoas que eu conheço e que começaram a aprender através deste método.

A minha história com a Hugle Education, iniciou-se em 2014, quando participei de um processo seletivo e fui a escolhida para o cargo de Coordenação Administrativa de uma das unidades, na época Academy School. Foi uma jornada e tanto, de 4 anos, trabalhando com pessoas fantásticas, no qual pude me desenvolver, e crescer.

Depois desses 4 anos, eu precisei de um tempo pra mim, me desconectar um pouco do mundo corporativo, e me reencontrar. Foi muito bom, pude desenvolver outras habilidades, das quais sentia falta.

Após esse um ano sabático, senti que era a hora de voltar à ativa. Depois de muita água correr, muitas conversas, análises e abrir mão de muita coisa na minha vida com o objetivo de conquistar outras, tive a oportunidade de retornar a Rede, agora como Diretora de uma das unidades.

O que me motivou a dar esse grande passo, com o apoio fundamental do meu marido, foi o meu propósito. Eu já tinha definido que queria fazer algo de valor, algo que agregasse na vida das pessoas através da educação, principalmente porque eu conhecia e acreditava no método Callan e que aprendi muito através dele também.

Um ponto fundamental, em toda essa breve história, é que eu assumi uma unidade da Rede que já estava em funcionamento, ou seja, essa escola específica no qual eu adquiri, estava no mercado há 8 anos e com resultados muito satisfatórios.

Aqui tem um ponto importante que é preciso mencionar: existe o lado bom de se adquirir uma empresa em pleno funcionamento e existe um outro lado extremamente desafiador.

Vou tentar exemplificar: O lado bom é que você já tem uma equipe treinada e preparada, os clientes já existem, a engrenagem já está rodando enquanto você tem um certo tempo para se adaptar a todo esse funcionamento. É um alívio ter um respiro, mesmo que pequeno, para planejar e começar a entender como tudo ali está funcionando, ao invés de só pensar em trazer clientes como toda nova empresa deve ser. Por que sem clientes você não consegue rodar essa máquina.

É também extremamente vantajoso você entender do negócio, do produto/serviço e ter a experiência necessária para analisar, entender e tomar as melhores decisões na empresa.

Eu já havia trabalhado em outras escolas no passado e isto foi uma grande vantagem, também já entendia a dinâmica da Rede, no qual tive uma experiência de 4 anos, onde passei pelos cargos de Coordenadora Administrativa e Supervisora Administrativa, ajudando na implantação de algumas das primeiras franquias.

Isto fez toda a diferença! Por isso, invista no que você acredita e entenda uma coisa: o risco sempre vai existir o importante é estar preparado e encará-los de frente.

Principalmente, se for uma franquia, procure conhecer a história de quem está por trás deste empreendimento, sua maneira de liderar, seus valores, qual o posicionamento diante do mercado e dos concorrentes; toda a informação que você puder coletar será muito bem aproveitada. Eu tive a sorte de conhecer as pessoas por trás da franquia e a história de cada uma delas, por isso, tive maior segurança em investir pois tinha certeza que em nenhuma circunstância ficaria desamparada. Pois teriam pessoas sempre ao meu lado para me dar apoio nos momentos das decisões difíceis e também nos momentos de conquistas.

A parte extremamente desafiadora que vivencio todos os dias, é o desafio de assumir algo e provar todos os dias de que você é capaz; o que é extremamente natural e faz parte de todo o “combo” de empreender.

Você precisa entender que buscar aprovações é uma constante quando se trabalha com uma vasta equipe em uma grande rede. Você precisa encarar isso como parte do seu crescimento profissional e não como um fardo a carregar.

O que pude analisar e vivenciar neste primeiro ano, é que todas as decisões de grande dificuldade devem ser encaradas como possíveis sacrifícios e não como sofrimento. Em cada decisão, que você como empresário tiver que tomar, tenha a certeza de que você está fazendo um sacrifício perante ao que você acredita e por mais que doa em alguns momentos, e na verdade eles são muitos, que você esteja certo de que esses sacrifícios estão de encontro com os seus valores, o seu planejamento, as suas metas e sua visão sistêmica. Por isso, não é necessário haver sofrimento.

Um outro grande desafio de assumir uma empresa em andamento, e acredito que seja o maior deles, é você encontrar o seu lugar. Não de maneira figurativa, porque o seu lugar já existe, mas de maneira efetiva, fazendo parte do processo, da equipe, da cultura até então implantada e aos poucos sendo parte de todo o ecossistema da empresa e se tornando interdependente em todo este processo.

Para que você possa encontrar o seu lugar nesta situação, você precisa entender muitas questões e a principal delas é: a aceitação da equipe que até então estava acostumada com um determinado jeito de trabalhar (e aqui, não quer dizer que existe certo ou errado, apenas maneiras diferentes) e através de uma liderança que vinha de muitos anos. Outro ponto são as questões emocionais que toda a transição envolve no comportamental de todos e que é algo extremamente desafiador.

Diante de todas as questões que envolvem uma transição e que tratamos com muito carinho e cuidado. Sempre analisando, verificando, constatando, mudando, evoluindo, aceitando, negando o que precisava ser negado, reagindo, esperando, avançando, pedindo ajuda… também tivemos e temos como toda empresa várias frentes que são trabalhadas, como: planejamento estratégico, gestão de equipe, vendas, marketing, capacitação, plano operacional e enfim muitas horas de trabalho para fazer com que a empresa tivesse um crescimento de 30% em 9 meses, atingindo uma marca histórica de alunos, até então, na nossa unidade da Vista Verde, em São José dos Campos/SP; e não poderíamos deixar de agradecer o apoio da nossa franqueadora que estão sempre oferecendo reuniões, inovações e suporte para nós e todos os franqueados. E claro, a dedicação da nossa equipe de colaboradores que não mediram esforços para nos ajudar a alcançar essa meta.

E eu vou contar pra vocês, nos próximos artigos, como foi nosso planejamento (de iniciantes), e quais foram as estratégias nesse primeiro ano da nossa gestão.

Espero que possam aproveitar algo da nossa história.

Até mais! 😊

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s