AS SETE VIRTUDES DO LÍDER AMOROSO, LIDERANÇA

O Líder Solidário.

Quer a fórmula do fracasso? 

Pense apenas no seu negócio. Seja egoísta. Use todos os recursos do planeta sem pensar na próxima geração.

Quer a fórmula do sucesso?

Pensar global e agir local. Isto é SER solidariedade.

A solidariedade não é um ato que se pratica, a solidariedade é SER solidário. Fazer, agir, sem esperar recompensas, ajudar as pessoas por prazer.

O líder solidário é alguém que “sabe cuidar”. Ele cultiva as pessoas, os relacionamentos, os ambientes, e a si mesmo. Existem basicamente dois modos de ser no mundo: o trabalho e o cuidado. Não é exatamente isso que vivemos todos os dias? Empreendedores têm a grande tentação de descambar para o Ser Trabalho, esquecendo que esta é somente metade de sua essência.

Precisamos transformar a Terra por meio de nosso trabalho, mas sem esquecer que somos transformados por ela através das leis antropológicas do Cuidado.

A modernidade tem este pé-de-barro. Organizou e funcionalizou as relações de produção e trabalho, mas se esqueceu que o Cuidado é essencial.

Com a invenção da máquina a vapor, um homem passou a ser capaz de fazer o que antes demandava quinze pessoas. A promessa era que com esse progresso haveria mais tempo para o divertimento. Ilusão. Hoje, um computador ocupa o lugar de centenas de pensadores, e os escravos destas máquinas geralmente trabalham muito mais do que os operadores das máquinas a vapor.

Chaplin profetizou esta realidade com precisão cirúrgica em seu clássico Tempos Modernos.

O líder está disposto a virar o jogo e garantir o Cuidado Solidário como dimensão essencial da vida.

Solidariedade é muito mais profunda do que um simples adjetivo bem aceito em qualquer campanha de marketing do tipo: gincana solidária, natal solidário… Após encher aquela caixa com agasalhos para o inverno dos necessitados, sentimos nossa consciência anestesiada pela sensação de dever cumprido. Errado. Solidariedade não é a retórica ou assistencialismo sazonal. É uma das virtudes fundamentais dos novos líderes de que o mundo precisa: eficientes e amorosos.

Como se tornar um líder solidário?

Evite a ilusão de querer ser um super-homem ou uma super mulher. Isto só funciona nos filmes. É preferível estimular o espírito de corpo e colocar todo mundo para “carregar o balaio”. Não o leve sozinho. Liderança não é isso. Você foi feito para solidificar o grupo. É agente de solidariedade. Este é o sinal do seu sucesso: um grupo coeso caminhando na direção da meta. Se estiver com dificuldade, um dia desses procure um necessitado e peça ajuda. Costuma funcionar!

Fonte: Alguns conceitos extraídos do livro “As sete virtudes do líder amoroso“.

AS SETE VIRTUDES DO LÍDER AMOROSO

O Líder Confiante.

O líder confiante é um “profeta” que viveu o passado, conhece o presente, e sabe o que virá pela frente; é um “cientista” que procura melhorar o padrão da sua oferta por meio da técnica; é uma pessoa que acredita naquilo que faz: tem fé!

Confiança tem a ver com visão. E a liderança pode ser incansável quando tem como fundamento uma “visão”. Qualquer empresário/líder de sucesso deve transmitir sua visão aos que vêm atrás. Ela é o fundamento da “missão”, que não é mais do que a elaboração operacional de visão. Como caçar a lebre? Esta é a missão. Mas como é mesmo esta lebre? Existe? Esta é a visão.

Tenha sua própria visão e corra atrás. Confie. Antes do final da tarde, a lebre será somente sua, pois os outros cachorros já terão voltado para casa. Eles nunca querem perder a ração das seis horas.

Os milagres acontecem depois das certezas.

Líderes que arriscam generosamente têm a virtude fundamental da confiança, que é o alicerce da sua perseverança.

Como se tornar um líder confiante?

Acredite em sua visão e exercite o seu olhar.
Tenha um tempo para você. Saiba que as grandes intuições nascem do ócio criativo. É bom ter um rito para isso, ou seja, um ritmo, que inclui um tempo e lugar predeterminados. Todo dia, das dez horas às dez e meia, sua família saberá que você está sentado na sua poltrona em meditação. É o seu santuário diário. É o respiro da alma. Seja uma pessoa de fé.

Fonte: Alguns conceitos extraídos do livro “As sete virtudes do líder amoroso“.

AS SETE VIRTUDES DO LÍDER AMOROSO

O Líder Comunicativo.

“Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos se não tiver o amor, sou como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine.”

A primeira virtude fundamental de um líder é a capacidade de se comunicar. Não basta fazer barulho como um sino. É preciso aprender o jeito certo de ouvir e de falar…

O PRINCÍPIO DA MEDIOCRIDADE E DA SABEDORIA

O líder arrogante imagina que sabe tudo sobre o seu produto e sobre o seu negócio. Está sempre disposto a dar uma resposta. Tem muitas dificuldades para fazer perguntas. Monopoliza o tempo das reuniões com intermináveis discursos. Seu orgulho é o princípio de sua mediocridade, pois quem pensa que tudo sabe não tem espaço para aprender e fica escravo de sua própria ignorância.

O líder nato (ou amoroso) é humilde. Está disposto a aprender sempre mais. Tem o hábito de fazer muitas perguntas, mesmo aos que sabem menos do que ele. Quem ama ouve respostas, aprende lições, pergunta o porquê (e não apenas impõe). Sua humildade é o principio da sua sabedoria, pois quem sabe que não sabe abre espaço na mente para aprender sempre mais.

O líder comunicativo precisa voltar a ser criança se quiser aprender os mais diversos tipos de linguagens, inclusive idiomas. Precisa voltar a aprender a perguntar e não apenas falar e impor.

Só aprendemos se ouvimos e falamos. Nossas escolas nos “adultecem” demais. Somos obrigados a ficar calados diante de alguém que pensa que sabe tudo e acaba nos contaminando com suas lições. Por sorte esquecemos boa parte do que aprendemos. Seria insuportável viver com tantos teoremas e regras de gramática. Quase não aprendemos das coisas mais importantes da vida, como é o caso da comunicação.

No princípio da boa comunicação há sempre uma ótima pergunta. Quem souber fazê-la abrirá caminho para o próprio sucesso. O filósofo grego Sócrates já andava peripateticamente ao redor da praça com seus alunos fazendo perguntas, de modo que o conhecimento nascia no diálogo.

Após ouvir, o líder comunicativo passa tudo pelo crivo de uma série de filtros, para que não fique disperso em meio a um tiroteio de sugestões desordenadas. Ele aproveita o que é possível e muitas coisas simplesmente vão para a lixeira.

O líder comunicativo, em muitas situações, ouve até o que as pessoas não dizem. É intuitivo. Muitas vezes, a mensagem mais importante é a que está sepultada no silêncio. Muitas pessoas tem dificuldade de expressar suas necessidades. Quando um líder exercita essa “empatia” e sabe ler o coração do outro, ganhou um liderado fiel.

No processo do diálogo interferem alguns elementos secundários, mas muito importantes: o olhar, o tom de voz, a atenção. Uma técnica infalível é repetir com suas palavras a resposta do outro.

A boa comunicação tem outro elemento fundamental: o humor.
Quem sorri quando fala multiplica por 10 a capacidade de atingir o interlocutor. Não se trata de fazer piada, ou utilizar a técnica da ironia ou cinismo. Estas, ao contrário, são barreiras que se tornam verdadeiros obstáculos para a comunicação.

Não basta comunicar do jeito certo. É necessário ter conteúdo.
No fim do processo o que ficará mesmo é a mensagem.
Se o produto não for bom de nada valerá o belo embrulho.

Fonte: Alguns conceitos extraídos do livro “As sete virtudes do líder amoroso“.

AS SETE VIRTUDES DO LÍDER AMOROSO

O que é mesmo Liderança?

A formação de líderes pró-ativos é hoje um dos grandes desafios das empresas de sucesso. Já não são suficientes executivos e gestores. É necessário priorizar a qualidade e estimular o potencial de liderança que há em cada um de seus colaboradores.

O verdadeiro líder não é aquele que determina como as coisas devem ser e é obedecido por força do cargo que ocupa na empresa. É líder aquele que influencia as pessoas do grupo para que todos possam chegar à meta pretendida.

…O bom líder consegue distribuir as tarefas e liderar com sua presença e sua ausência.

O líder amoroso tem três habilidades fundamentais:

VISÃO

COESÃO

AÇÃO

O autor Hunter já havia escrito um livro sobre “liderança servidora”, mas será que o “líder amoroso” também consegue atingir seus objetivos?

Não sei… vamos descobrir!