COMO FAZER AMIGOS E INFLUENCIAR PESSOAS, LIVROS

Quando tudo falhar, experimente isto Parte3 / Princípio12

Bem-vindo ao resumo do livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas”.

Tentei extrair o melhor de cada capítulo e inserir comentários que possam contribuir para o fácil entendimento do conteúdo.

PARTE 3 – Como conquistar as pessoas a pensarem do seu modo.

“O meio para conseguir a realização de coisas é estimular a competição entre as pessoas. Não prego isso como sórdido meio de ganhar mais dinheiro, mas como desejo de superar” disse Charles Schwab após contar uma historinha em que fez com que a equipe de trabalho produzisse mais através da competição, já que por nenhum outro meio estavam produzindo; nem mesmo com ameças de demissão, nem mesmo através de aumento de salário, incentivo, promessas de melhoria; nada estava dando resultado.

O desejo de superar! O desafio! Vencer o competidor! Um meio infalível de apelar para os homens de espírito.

Harvey S. Firestone, fundador da Firestone Tire e Rubber, disse o seguinte: “Nunca acreditei que pagamento e só pagamento pudesse aproximar e manter unidos bons homens. A coragem e o desafio, sim.”

Frederic Herzberg, um dos maiores cientistas do comportamento, concordou com essa opinião. Ele estudou em profundidade as atitudes com relação ao trabalho de milhares de pessoas, que incluíam desde operários até dirigentes. Segundo sua descoberta, qual seria o fator motivador: um aspecto do trabalho que se revelava mais estimulante? Dinheiro? Boas condições de trabalho? Os benefícios oferecidos pela empresa? Não, nenhum deles. O fator mais importante que motivava os homens era o próprio trabalho. Se o trabalho era excitante e interessante, o trabalhador empenhava-se nele e sentia-se motivado a realizar um bom serviço.

Eis o que toda pessoa de sucesso deseja: a luta, o desafio.

A oportunidade para expressão de si mesmo. A oportunidade para provar seu valor, para sobrepujar, para vencer. O desejo de se sentir importante.

Ensinamento de hoje: “Lance um desafio”.

Fonte: Alguns conceitos extraídos do livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas”.

***** Está em busca de aperfeiçoamento Profissional? Através do idioma Inglês você pode aumentar exponencialmente as suas chances de conseguir um novo emprego ou ser promovido! Aprenda inglês com aulas online ao vivo ou presencial através do Método Callan. Do zero a uma conversa 100% em inglês em menos de 1 ano.

Experimente uma aula grátis e comprove, acesse: https://lp.hugle.com.br/vista-experimental
Ou entre em contato através do whatsapp: (12) 3021-1227 *****

COMO FAZER AMIGOS E INFLUENCIAR PESSOAS, LIVROS

O cinema faz isto. A TV também. Por que você não faz o mesmo? Parte3 / Princípio11

Bem-vindo ao resumo do livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas”.

Tentei extrair o melhor de cada capítulo e inserir comentários que possam contribuir para o fácil entendimento do conteúdo.

PARTE 3 – Como conquistar as pessoas a pensarem do seu modo.

“Dramatize suas ideias”.

Vivemos em um mundo de dramatização. Afirmar apenas uma verdade não é o bastante. A verdade tem de se tornar viva, interessante, dramática. Você tem que fazer demonstrações. O cinema faz isso, a TV; e você terá que fazer o mesmo se quiser merecer atenção.

Os comerciais de televisão têm muitos exemplos do uso das técnicas de dramatização para vender produtos. Sente-se uma noite diante da sua televisão e analise o que os anunciantes fazem em cada uma de suas apresentações. Você notará como um antiácido, por exemplo, muda a cor do ácido no tudo de ensaio, enquanto que o remédio do concorrente falha nessa eficácia.

Você mesmo pode dramatizar as suas ideias nos negócios ou em qualquer outro aspecto de sua vida.

Isso também funciona na vida doméstica. Quando o antigo apaixonado propôs casamento à sua amada, usou apenas palavras de amor? Não! Se ajoelhou aos pés dela. Uma atitude que de fato mostrava o que queria. Hoje não pedimos em casamento ajoelhados, mas muitos pretendentes ainda criam uma atmosfera romântica antes de fazer o pedido.

Ensinamento de hoje: “Dramatize suas ideias”.

Fonte: Alguns conceitos extraídos do livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas”.

***** Está em busca de aperfeiçoamento Profissional? Através do idioma Inglês você pode aumentar exponencialmente as suas chances de conseguir um novo emprego ou ser promovido! Aprenda inglês com aulas online ao vivo ou presencial através do Método Callan. Do zero a uma conversa 100% em inglês em menos de 1 ano.

Experimente uma aula grátis e comprove, acesse: https://lp.hugle.com.br/vista-experimental
Ou entre em contato através do whatsapp: (12) 3021-1227 *****

COMO FAZER AMIGOS E INFLUENCIAR PESSOAS, LIVROS

Um apelo de que todos gostam – Parte3 / Princípio10

Bem-vindo ao resumo do livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas”.

Tentei extrair o melhor de cada capítulo e inserir comentários que possam contribuir para o fácil entendimento do conteúdo.

PARTE 2 – Seis maneiras de fazer as pessoas gostarem de você.

“Apele para os mais nobres motivos”.

Toda pessoa que você encontra – mesmo a que você vê no espelho – se tem em alta conta, e gosta de ser correta e pródiga na sua própria avaliação.

J. Pierpont Morgan observou, num de seus interlúdios analíticos, que, em geral, um homem tem duas razões para fazer qualquer coisa: uma razão que parece ser boa e a outra, a real.

O homem julgará a razão real por si mesmo. Você não tem necessidade de enfatizar isso. Mas todos nós, no fundo, somos idealistas e gostamos de considerar os motivos que nos parecem bons. Assim, com o intuito de mudar as pessoas, apelamos para os seus mais nobres motivos.

Eis aqui um exemplo simples, quando o falecido Lord Northcliffe viu em um jornal uma fotografia sua que não queria que fosse publicada, escreveu uma carta ao editor. Teria ele dito: “Favor não publicar essa minha fotografia nunca mais, pois não gosto dela”? Não, apenas apelou para um motivo mais nobre. Apelou para o respeito e amor que todos sentimos pela maternidade. Escreveu: “Por favor, não publiquem essa minha fotografia nunca mais. Minha mãe não gosta dela.” rsrsrs (risos).

Mas nada dá resultado em todos os casos ou com todas as pessoas. Se se julga satisfeito com os resultados que está obtendo agora, por que mudar? E, se não está satisfeito, por que não tentar algo novo?

Casos típicos são em relação a clientes devedores, e que, por algum motivo, não querem pagar as suas dívidas. A minoria não tem como pagar, mas a maioria que não paga, tem condições. Em quase todos os casos não temos informações suficientes sobre um cliente, dessa forma, a única base sólida para prosseguir com uma cobrança é imaginar que ele é sincero, honesto, fala a verdade e quer pagar as contas, desde que esteja convencido de que elas estão certas. Não adianta de nada sermos agressivos na cobrança, quanto mais agressivos menos chances de receber. Dessa forma, temos, mais uma vez, que apelar para o motivo mais nobre: imaginar que as pessoas são honestas (algumas realmente são), e querem honrar seus compromissos.

As exceções a esta regra são relativamente poucas, e estou convencido de que o indivíduo que está inclinado a discutir violentamente, na maioria dos casos reagirá favoravelmente se fizer com que ele sinta que você o considera honesto, correto e inteligente.

Ensinamento de hoje: “Apele para os mais nobres motivos”.

Fonte: Alguns conceitos extraídos do livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas”.

***** Está em busca de aperfeiçoamento Profissional? Através do idioma Inglês você pode aumentar exponencialmente as suas chances de conseguir um novo emprego ou ser promovido! Aprenda inglês com aulas online ao vivo ou presencial através do Método Callan. Do zero a uma conversa 100% em inglês em menos de 1 ano.

Experimente uma aula grátis e comprove, acesse: https://lp.hugle.com.br/vista-experimental
Ou entre em contato através do whatsapp: (12) 3021-1227 *****

COMO FAZER AMIGOS E INFLUENCIAR PESSOAS, LIVROS

O que todos querem – Parte3 / Princípio9

Bem-vindo ao resumo do livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas”.

Tentei extrair o melhor de cada capítulo e inserir comentários que possam contribuir para o fácil entendimento do conteúdo.

PARTE 2 – Seis maneiras de fazer as pessoas gostarem de você.

“Seja receptivo às ideias e desejos da outra pessoa”.

Você não gostaria de saber uma frase mágica que fizesse cessar uma discussão, eliminasse um sentimento hostil, despertasse boa vontade e fizesse as outras pessoas ouvirem atentamente?

Sim? Muito bem. Aqui está ela. Comece dizendo: “Eu não o condeno de jeito nenhum por pensar assim. Se eu estivesse no seu lugar, sem dúvida alguma pensaria exatamente como você.”

Uma resposta como essa abrandará o velho mais rabugento que existir. E você pode dizer isso e ser totalmente sincero, pois se você fosse a outra pessoa, naturalmente poderia se sentir como ela se sente.

Três quartos das pessoas com quem você se encontrar amanhã estarão desejosas de simpatia. Demonstre-lhes simpatia e elas o estimarão.

O dr. Arthur I. Gates diz no seu esplêndido livro Educational Psichology: “A espécie humana anseia toda por compaixão. A criança mostra logo seus ferimentos, ou mesmo chega a se ferir ou se cortar com o intuito de merecer atenção. Com o mesmo objetivo, os adultos mostram suas contusões, relatam seus acidentes, doenças, especialmente detalhes de operações cirúrgicas. A ‘autopiedade’ para as desgraças reais ou imaginárias é, de alguma maneira, praticamente de uso universal”.

Assim, se quiser levar as pessoas a pensar como você, ponha em prática esse princípio: seja receptivo às ideias e desejos da outra pessoa. 

Fonte: Alguns conceitos extraídos do livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas”.

***** Está em busca de aperfeiçoamento Profissional? Através do idioma Inglês você pode aumentar exponencialmente as suas chances de conseguir um novo emprego ou ser promovido! Aprenda inglês com aulas online ao vivo ou presencial através do Método Callan. Do zero a uma conversa 100% em inglês em menos de 1 ano.

Experimente uma aula grátis e comprove, acesse: https://lp.hugle.com.br/vista-experimental
Ou entre em contato através do whatsapp: (12) 3021-1227 *****